#QuemMatou? A novela das oito e a nova audiência brasileira

A morte de Norma (Gloria Pires) rendeu 44 pontos a Insensato Coração. E muitos comentários web afora.
(Foto: Divulgação/Rede Globo)
Hoje, desde que os sites começaram a divulgar a foto de quem seria o presunto do capítulo de Insensato Coração, um nome começou a ecoar nos Trending Topics: Norma (Glória Pires). Quanto mais perto foi chegando a hora da novela, que está em sua última semana, começar, não se falava de outra coisa. A cena da morte foi das mais aguardadas no ano, e o Twitter virou um celeiro de jovens investigadores criminais. Uma pergunta atingiu o topo. Quem matou Norma?
Várias manifestações de satisfação, pena, e até de luto (enquanto escrevo este texto, às 23h, a hashtag #RIPNORMA ocupava o 4º lugar nos TT’s nacionais) encheram as Timelines, e não se limitaram aos domínios do microblog. O Facebook também serviu de porta-voz para os fãs de mais um campeão de audiência. A novela cambaleava nos números do Ibope, mas nada como um mistério para chamar as pessoas para a frente da TV. E do computador.
Lineu (Celebridade, 2003), Saulo (Passione, 2011), Odete
(Vale Tudo, 1989) e Taís (Paraíso Tropical, 2006): mortes
pela audiência
Neste quesito, Gilberto Braga é mestre. Odete Roitman (Beatriz Segall) é criação sua, eternizada pela sua maldade sem limites, e pelo seu fim trágico, merecido e instigante. Junto com Ricardo Linhares, co-autor de Insensato, já matou Taís (Alessandra Negrini), em Paraíso Tropical (2006). Outro craque do “quem matou?” é Silvio de Abreu, que causou o mesmo frisson há poucos meses, com o assassinato de Saulo Gouveia (Werner Schüneman). E o que dizer de A Próxima Vítima (1995)? A maior trama policial da dramaturgia nacional, onde uma penca de personagens foram eliminados por um serial killer.
Filhos órfãos de Janete Clair, a Nossa Senhora das Oito. Não foi a primeira de todas, mas a autora parou o Brasil com uma tática fatal para prender o público. O ano era 1977, o ator era Dionísio Azevedo, e a pedra era ametista. Quem matou Salomão Hayalla? O mistério que parou o país foi o trunfo de O Astro, novelão que volta a rondar os telespectadores agora, com a 2ª versão.
Mas o ponto é: o capítulo final de Vale Tudo (1988) deu 87 pontos de audiência, com a revelação do assassino, melhor, da assassina de Odete Roitman. Pouco mais de 20 anos depois, Clara (Mariana Ximenez) matou Saulo em Passione (2010), e o Ibope não apontou mais do que 52 pontos, e esse foi um dos recordes da novela. Não é preciso ser nenhum gênio para descobrir que algo mudou nas novelas, em pouco tempo. As tramas, talvez. A fórmula do assassinato no final, não. Só nos sobra nós mesmos. A audiência não é mais a mesma.
TTs Brasil, 0h15 da quarta, 17/08.
Quase 2h depois da cena, metade da lista
ainda faz referências ao crime.
Hoje, o barato nem é mais acompanhar a novela inteira, não precisa, já que os resumos estão na internet para quem quiser ver. Basta que algo de impactante aconteça, e você vê a repercussão cavalar nas mídias sociais. Comentários, análises de beira de estrada, obviedades, piadinhas, tudo isso te coloca em um universo que não é seu. Apenas saiba o que é tão importante, a ponto de estar nos Trending Topics.
O indicador de audiência oficial, o mais conhecido, mostra que, de fato, o monopólio global perdeu seu status “mono”, com o (res)surgimento de outras emissoras, abocanhando a preferência do público com realities e outras novelas. Entretanto, Ibope deixou de ser o único termômetro do sucesso de uma trama. Os acessos aos sites oficiais das novelas bombam, sem contar os ecos nos demais blogs e sites de relacionamento.




Vale Tudo e a cena em que Leila (Cássia Kiss) mata, por acidente, a maior vilã do horário nobre, de todos os tempos, entraram para a história pela história, pela crítica ao Brasil da época, e pelo impacto da punição da megera. Não precisou de internet para se eternizarem. Já o mistério da vez vai render até, no máximo, a semana que vem. É o preço que se paga por tamanha exposição. A efemeridade de uma audiência nova, que tem facilidade de mudar de canal (e de assunto), ao fim de cada capítulo.
GUSTAVO FERREIRA, 19, noveleiro, que aposta na Eunice como assassina da Norma.
Anúncios

Um comentário em “#QuemMatou? A novela das oito e a nova audiência brasileira

  1. Hahahaha massa cara, concordo com a análise… A minha vó é noveleira de carteira assinada desde que eu era criancinha, eu como comunicólogo interessado em dramaturgia 😛 pergunto sempre o que ela acha das novelas. Ela diz estar muito insatisfeita com essa safra que tem saído nos últimos anos e que tem assistido mais as novelas da record… O que será que tem mudado tanto, eu me pergunto. A última novela que eu acompanhei que nem um louco foi o Clone, mas isso faz muuuuito tempo

    Curtir

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s