Os números e o perfil da blogosfera brasileira

Você sabia que 14% dos blogs do Brasil vêm de São Paulo? E que apenas 1% dos acessos é destinado a páginas que falam de cultura e educação? Estes e outros dados são resultado de uma pesquisarealizada no primeiro semestre de 2012, pela empresa de Tecnologia de Publicidade & Mídias Sociais Boo-box, com dados de 80 milhões de usuários em todo o país. Esta análise mostra que a blogosfera verde-e-amarela é maior e mais diversa do que imaginamos. O Repórter E bateu um papo com alguns blogueiros, sobre o perfil de quem cria e alimenta espaços como estes na internet.
RISOS Segundo a pesquisa da Boo-box, a audiência nacional tende ao humor, que corresponde a 17% do interesse dos leitores. E um dos caras que mais sabe fazer rir na web é Duda Rangel. Criador do blog Desilusões Perdidas, Duda faz piada com a vida que escolheu pra si, a de jornalista, e ao invés de assustar os futuros comunicólogos, acaba ganhando fãs, mostrando que, mesmo trágica, a vida pode ser bem divertida.
“Desilusões Perdidas” mostra o jornalismo como ele é,
e faz sucesso na blogosfera. (Imagem: Divulgação)
Para Duda, o humor é tendência em várias mídias: “ele tem um poder grande de atração em vários segmentos da comunicação, na televisão, no cinema, na propaganda, até no horário eleitoral gratuito. Na blogosfera, não seria diferente. As pessoas buscam este tipo de entretenimento, querem rir, aliviar a tensão”.
Também segundo o blogueiro, o Desilusões Perdidas nasceu para falar de temas sérios com leveza e graça. “Sempre achei o debate sobre o jornalismo e a vida do jornalista muito sisudo, chato. Um porre. Gosto de gente que consegue fazer humor com temas mais sérios, como Woody Allen, Philip Roth etc. O blog quer fazer o leitor rir e, ao mesmo tempo, refletir. É possível combinar as duas coisas”.

INSTINTO COLETIVO Muitos acham que não dá certo, muitos fazem dar certo. O fato é que blogs formados por mais de um autor são uma chance de se mostrar vários talentos em um lugar só. É o caso do blog Os Apocalípticos, formado por 19 calouros de Comunicação Social da Universidade Federal do Pará (UFPA), um espaço experimental onde a crítica diversificada é fundamental, e escrever com pessoas que pensam diferente é um desafio saudável, na opinião de Emanuele Correa, uma das editoras.

“Os Apocalípticos”, laboratório para calouros de Comunicação Social da UFPA.
(Imagem: Divulgação)

Mesmo com 4 meses de greve, Emanuele garante que os estudantes não ficaram parados, por conta do blog, e estimula outros a fazerem o mesmo: “Os Apocalípticos já têm estágios em nossa área e graças ao blog ninguém chegou sem habilidades práticas. O blog é um espaço incrível, eu incentivo outras pessoas a criarem os seus, a escolherem assuntos, a exercitarem o que aprendem na faculdade, exercitarem o senso crítico. É claro, sempre buscando fazer o melhor, mas com respeito à informação e aos seus leitores”.

Tiê, de apenas 16 anos, é um dos
“Fragmentos” do blog de entretenimento.
(Foto: Divulgação)
QUANTO MAIS JOVEM… A pequena Tie Okajima, de 16 anos, também faz parte de um grupo blogueiro, que escreve o Fragmentos.  Estudante de ensino médio, Tie ainda esta fora da faixa etária mais ativa, segundo a Boo-box (50% da audiência está entre os 18 e 24 anos), mas ressalta a participação da juventude na blogosfera: “É bom ver que os jovens estão tomando iniciativas e ingressando cada vez mais nesse mundo. Isso mostra que a juventude não está completamente fechada em sua ‘bolha’, presa em seu mundo de novas experiências, sempre achando que já sabe tudo. Os jovens estão querendo expor suas opiniões, seus pensamentos, querem fazer parte de algo”.

COLHENDO FRUTOS Robson Heleno é estudante de Direito da UFPA, e há dois anos escreve o blog Súbito Objetivo. Durante esse tempo, aprendeu a lidar com o julgamento dos leitores, positivos a cada post novo, conta com a fidelidade dos leitores, e se sente feliz ao pôr suas ideias, metáforas e expressões imaginadas no papel. Ou melhor, na internet. E foi assim que Robson conseguiu o 2º lugar na categoria Crônica do Prêmio Proex de Literatura, iniciativa da UFPA que valoriza a produção da comunidade acadêmica, e que resulta em uma Antologia, a ser publicada ainda este ano.
Robson começa a colher os frutos do blog
“Súbito Objetivo”, que completou dois anos
na semana passada. (Foto: Divulgação)
Para ser sincero, foi uma conquista inesperada. Ano passado eu havia participado com um texto que eu considerava bom, e ele sequer foi publicado. Esse ano eu tentei melhorar o estilo, refinar as metáforas, escrevi um texto que considero ser o melhor que já escrevi até hoje”, diz o estudante, que ainda destaca o que representou esta conquista: “Posso dizer que representa muito pra mim. Não raras foram as vezes que pensei em encerrar as atividades com o blog, parar com essa brincadeira de escrever. Contudo, devo reconhecer que, após saber dessa conquista, ganhei o maior dos incentivos para seguir escrevendo. Hoje tento me empenhar mais a cada texto”.
Anúncios

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s