Trilha sonora de Nazaré

A cinco dias da grande romaria, o Repórter E lista cinco músicas que falam de fé e devoção a Nazinha

Gustavo Ferreira

Fafá de Belém, uma das grandes vozes do Círio. (Foto: Reprodução / Google)

Círio é oração, é turismo, é gastronomia e, também, música. A cidade já vive mais intensamente o clima da festa, a cinco dias do segundo domingo, e esse clima é uma construção conjunta de sentidos. O cheiro da maniçoba, as cores das fitinhas, o brilho das luzes do Arraial e as notas de várias canções que vestem cada católico ansioso, como o manto sobre a imagem peregrina. O Repórter E resolveu preparar uma lista de cinco dessas músicas. Dá o play!

“CÍRIOS”
Composição: Vital Lima / Marco Aurélio

Não há, talvez, uma descrição tão bela para esta época do ano do que os versos de “Círios”, escritos por Vital Lima e Marco Aurélio. Nessa canção, toda a beleza e novidade do Círio de Nazaré são apresentadas por uma mãe a seu filho, um menino, que está prestes a descobrir que o mundo, em outubro, é Belém.
“NOS RUMOS DA BERLINDA”
Composição: Padre Fábio de Melo

Nesta música, Padre Fábio de Melo, um apaixonado pelo Círio de Nazaré, segue o caminho desenhado pela berlinda, pelas ruas de uma cidade feita por um “povo que luta e não desiste de sonhar”. Ele se coloca no rumo da imagem, que segue entre os romeiros todos os dias, em todos os cantos onde há fé e devoção. “Em todos os lugares se encaminham procissões”.
“NAZARÉ (ZOUK DA NAZA)”
Composição: Almirzinho Gabriel

“Naza! Nazarezinha! Nazaré rainha! Nazaré!”. Talvez esse seja o refrão mais conhecido do cancioneiro popular em homenagem a Nossa Senhora. O ritmo animado e a intimidade com que Almirzinho Gabriel fala da padroeira do Pará fazem do “Zouk da Naza” uma das músicas mais tocadas quando chega outubro.
“FESTA DO CÍRIO DE NAZARÉ”
Composição:
 Aderbal Moreira, Dario Marciano E Nilo Esmera Mendes

O Círio de Nazaré já foi enredo de escola de samba no carnaval carioca. E duas vezes. Lá no longínquo 1975, a Unidos de São Carlos levou a nossa festa para a festa deles, homenageando a Rainha da Amazônia. 29 anos depois, foi a vez da Viradouro reviver o clássico, na voz de Dominguinhos do Estácio, devoto fervoroso de Nossa Senhora, que eternizou em sua voz o samba-enredo que virou um dos hinos do Círio.
“CÍRIO OUTRA VEZ”
Composição: Padre Fábio de Melo
A vida fez nascer o mês de outubro. Tempo de descobrir uma graça bem maior, que nos faça voltar no tempo e sermos meninos, e ao som do sino ver a vida amanhecer. É Círio outra vez!
FAIXA BÔNUS
“EU SOU DE LÁ”
Composição: Padre Fábio de Melo

A mais nova das canções foi lançada em 2012. Outra composição de Padre Fábio, essa letra ganhou a força da voz de Fafá de Belém. Em julho, “Eu Sou De Lá” foi cantada por Fafá para o Papa Francisco, no Rio de Janeiro, durante a Jornada Mundial da Juventude, representando o Círio de Nazaré, uma das maiores celebrações de fé do planeta. Ouça e tenha certeza de que todos somos daqui. 
Anúncios

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s