Evento vai mostrar o lado oculto das ruas de Belém

Organização CLIC encerra as atividades de 2013 com programação dedicada a elementos “escondidos” no cotidiano da cidade; evento começa amanhã (18)

Gustavo Ferreira
“O lado oculto da rua”, último evento do ano do CLIC.
(Foto: Divulgação)
Ao andar pelas ruas, pelos bairros, pelos becos de Belém, é impossível notarmos tudo, darmos atenção a cada detalhe. Essas peculiaridades acabam passando despercebidas na correria do dia-a-dia. E é justamente esse lado, “O lado oculto da rua”, o tema do último evento do CLIC (Culturas, Linguagens e Interfaces Contemporâneas) em 2013.
Entre os dias 18 e 21 deste mês, várias atividades pretendem congregar estudantes, pesquisadores e quem mais se interessar no IAP (Instituto de Artes do Pará), para falar sobre moda, música, arte de rua e mobilizações urbanas. Na programação do evento, nomes como a artista visual Drika Chagas, Tiago Paolelli (representante do perfil @belemtransito, que conta com mais de 35 mil seguidores no Twitter) e o DJ Waldo Squash, da Gang do Eletro.
Programação conta com um bate-papo com o DJ Waldo Squash, da Gang do Eletro.
(Foto: Divulgação)
CLICCriado em 2011, o Culturas, Linguagens e Interfaces Contemporâneas nasceu como um evento com temática inovadora. Em seu terceiro ano, o CLIC já chegou longe. Só em 2013, a organização produziu dois eventos nacionais: o 5º Musicom (Encontro Nacional de Pesquisadores em Comunicação e Música), em agosto, e a 1ª edição do FAB (Festival de Audiovisual de Belém), no mês de setembro, que reuniu mais de 600 pessoas no Cine Olympia. Oficinas, palestras e outras ações também marcaram a agenda do CLIC este ano.
“Sou muito chato com tudo que fazemos. Observo detalhadamente, ouço as opiniões da equipe e do público pra poder ver no que acertamos e corrigir o quanto antes o que falhamos. Apesar do alto nível de exigência, acredito que as ações desse ano, em uma palavra, foram surpreendentes”, diz o jornalista Enderson Oliveira, idealizador e responsável do CLIC.

“O lado oculto da rua” encerra um ano positivo para a organização, mas Enderson já pensa no futuro. “Em 2014 o CLIC vai apostar bem mais em cursos, visando cada vez mais inovar na produção cultural e acadêmica da região, bem como colaborar na profissionalização e planejamento não somente de eventos, mas também na gestão de cultura na capital paraense”.

SERVIÇO
CLIC 2013 – “O lado oculto da rua”
18 a 21 de novembro de 2013, no Instituto de Artes do Pará (ao lado da Basílica Santuário)
Inscrições:
 Estudantes (R$40,00) e demais profissionais (R$50,00)
Pessoas que comprovadamente participaram de alguma atividade do CLIC ao longo do ano possuem 30% de desconto.
Mais informações pelo e-mail
 clic.evento@gmail.com
Anúncios

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s