Bio – Vander Casaqui

(Foto: Memorial do Consumo ESPM)
Chegamos à semana da Muvuca na Cumbuca 2014, a Semana de Comunicação da UFPA. A partir de quarta-feira, começa a maratona de três dias com oficinas, mesas de debates, programação cultural e palestras com profissionais de várias partes do Brasil. Um deles vai falar, no dia 2, sobre o tema do evento, “Por Onde Vamos?” e sobre sua última pesquisa, dedicada à cultura do empreendedorismo. Com vocês, o professor da ESPM, Vander Casaqui.

NOME COMPLETO

Vander Casaqui
DATA DE NASCIMENTO
2 de dezembro de 1971
ONDE NASCEU
São Paulo, SP
ONDE VIVE 
São Paulo, SP
O QUE JÁ FEZ
Comecei a trabalhar cedo, com 14 anos; já fui office-boy, arquivista, atendente de telemarketing, estagiário, entre outras atividades que tiveram papel importante na formação de minha personalidade. Na graduação, cursei publicidade e propaganda, o que me levou a exercer a função de redator publicitário durante alguns anos. Com a entrada no campo acadêmico, em 1999, quando ingressei no mestrado da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (onde também fiz meu doutorado), passei a pesquisar, ministrar aulas, orientar pesquisas, o que se intensificou com a entrada no programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo, da ESPM, onde estou desde 2007.
O QUE FAZ
Como foi dito na resposta anterior, atualmente sou professor de pós-graduação stricto sensu da ESPM, nas atividades de docência, pesquisa, orientação. Trabalho com pesquisa científica sobre temas relacionados com comunicação e consumo; no primeiro semestre de 2013, realizei meu pós-doutoramento, pela Universidade Nova de Lisboa, sobre o tema do empreendedorismo social, para compreender como os discursos desse campo se constituem tanto em Portugal como no Brasil. Continuo essa investigação neste e nos próximos anos.
O QUE GOSTARIA DE TER FEITO
Gostaria de ter tido mais tempo (e dinheiro) para longas viagens, de ter conhecido profundamente outras culturas, mas hoje tenho uma boa condição, proporcionada pela atividade acadêmica, de conhecer diversos lugares do Brasil e do exterior, mesmo que de forma um pouco rápida. A experiência de residir em Lisboa por seis meses foi a primeira de viver um tempo fora de São Paulo, o que poderia ter acontecido antes, mas antes tarde do que nunca. Gostaria também de ter mais tempo para a literatura não acadêmica… O tempo que resta para leitura sempre acaba sendo ocupado com livros úteis para as pesquisas, aulas, etc.
O QUE AINDA QUER FAZER

Viajar mais, pesquisar mais, produzir mais livros, ler mais de forma não utilitária, viver intensamente o que a vida proporcionar em sua sequência, tanto na esfera profissional quanto pessoal.
Anúncios

Dia de Círio na UFPA

Imagem peregrina de Nossa Senhora de Nazaré leva procissão a centenas de pessoas na Cidade Universitária. 

Gustavo Ferreira
Imagem peregrina à beira do rio: UFPA promove seu Círio em 2014. (Foto: Gustavo Ferreira)
Faltam 15 dias para o Círio de Nazaré, e a última sexta-feira (26) foi uma grande oportunidade para a comunidade acadêmica da Universidade Federal do Pará (UFPA) sentir bem de perto as emoções de outubro. Com corda, berlinda e a imagem peregrina, foi realizada a sexta edição do Círio UFPA. Em 2014, cerca de 400 pessoas, entre alunos, professores, servidores e terceirizados da instituição, além da comunidade do bairro Guamá, saíram do Hospital Universitário Bettina Ferro até o Complexo Vadião, na Cidade Universitária.
O tema do evento este ano foi “Todos Unidos Pela Fé”, e foi realizado em parceria com o Ministério Universidade Renovada. Após duas horas de romaria, a chegada de Nossa Senhora de Nazaré ao Vadião foi marcada por uma missa celebrada pelo Arcebispo Emérito de Belém, D. Vicente Zico, e co-celebrada pelo Pe. Geffison Silva, da Basílica Santuário de Nazaré.
Missa no Vadião celebra a presença de Nossa Senhora de Nazaré na Cidade Universitária.
(Foto: Gustavo Ferreira)
O Repórter E acompanhou a procissão e você vê agora um pouco do que foi o Círio UFPA 2014, com direito a uma mensagem do Pe. Geffison. Assista:

Boletim do Círio

Há três semanas da Festa, o Repórter E atualiza você com notícias e serviços sobre o Círio

Com informações do G1 Pará e do Portal da UFPA
Arquibancadas mais caras…

Pessoas acompanham procissões do Círio das arquibancadas da Presidente Vargas.
(Foto: Igor Mota)
Se você quiser assistir o Círio de Nazaré das famosas e disputadas arquibancadas da Av. Presidente Vargas, atenção: o preço aumentou. De acordo com a Diretoria da Festa, a entrada para a procissão do domingo (12) sairá a R$ 55, 10% mais cara do que em 2013, por conta da inflação dos últimos 12 meses e da subida nos custos de montagem da estrutura e confecção dos ingressos. O preço para a Trasladação, no sábado (11), continua a R$ 25. As gratuidades a idosos e pessoas com necessidades especiais serão distribuídas em um momento a definir pela Diretoria. A venda dos 5 mil ingressos para as arquibancadas está marcada para o dia 8 de outubro, a partir das 7h30, na bilheteria do Parque ITA (ao lado da Basílica de Nazaré). Os ingressos costumam acabar rápido.
… Transporte também

O DIEESE-PA divulgou pesquisa na última quarta (17) com números desanimadores para quem deseja vir ao Círio 2014. As passagens aéreas, rodoviárias e fluviais estão mais caras. Quem quiser usar o transporte pelas águas terá que desembolsar 7,01% a mais do que em 2013, após reajuste determinado pela Agência de Regulação e Controle de Serviços Públicos do Estado do Pará (ARCON). Se a escolha for pegar a estrada, o transporte interestadual está com passagens 4,72% mais salgadas em relação ao ano passado, por conta da alta autorizada pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em julho de 2014. E se você quiser voar até Belém para o Círio, pode encontrar até 100% de diferença entre as tarifas mais caras e mais baratas, já que os preços subiram além da inflação.
Auto do Círio inscreve até amanhã

Auto do Círio comemora 20 anos em 2014. (Foto: Wagner Meier)
O Auto do Círio, tradicional manifestação cultural e artística promovida pela Universidade Federal do Pará (UFPA), está com inscrições abertas até amanhã. Completando 20 anos em 2014, o espetáculo tem como tema “Senhora de Todas as Artes” e convida atores, bailarinos e cantores que tenham interesse em fazer parte desse momento que lota as ruas da Cidade Velha às vésperas da grande romaria. Para se inscrever, basta preencher a ficha disponível aqui e enviá-la para o e-mail autodocirio20@gmail.com, identificando no título “Inscrições Auto 2014 SEU NOME”. Será possível ainda se inscrever presencialmente amanhã, no primeiro dia de ensaios na Praça do Carmo, das 19h às 22h. Não é preciso ter experiência cênica, mas é necessário ter 18 anos ou mais. O Auto do Círio 2014 será realizado no dia 10 de outubro, às 19h, também na Praça do Carmo. Saiba mais aqui.

Vlogue Foz

Em 2013, fomos até Manaus (AM) e de lá contamos como foi o Intercom Norte 2013. Em 2014 o Repórter E foi ainda mais longe. Cruzou o país e chegou ao Paraná, que recebeu a 37ª edição do Intercom 2014, Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação. O evento reuniu cerca de 3 mil participantes, entre estudantes, professores e pesquisadores da área, com o tema “Guerra e Paz”, alusão ao centenário do início da Primeira Guerra Mundial.
Durante uma semana, acompanhamos o congresso e, de quebra, aproveitamos pra fazer umas comprinhas na Ciudad del Este, segunda maior cidade e maior polo comercial do Paraguai. E ir a Foz sem conhecer o Parque Nacional do Iguaçu não vale! O ponto turístico mais visitado do Sul recebeu, só em 2014, mais de 1 milhão de visitantes. Todos encantados com a imponência das Cataratas do Iguaçu, uma das Sete Maravilhas da Natureza, com a participação do comentarista Cafe Pinheiro, diretamente do lado argentino do Parque. Vejam agora o Vlogue Foz, daí.

Vai ter Muvuca

Hoje é o primeiro dia de setembro, mas para quem é muvuqueiro, as atenções já estão em outubro. Daqui a exatamente um mês, a quinta edição da Muvuca na Cumbuca, Semana de Comunicação da UFPA, que congrega estudantes, professores, profissionais de Jornalismo, Publicidade e Propaganda, Relações Públicas, Cinema e áreas afins, vai começar e questionar os participantes.
“Por onde vamos?” é o tema da Muvuca 2014, e a (Des)organizadora Amanda Campelo, estudante de Jornalismo da UFPA e integrante do blog Nós Vamos Assim, fala um pouquinho ao Repórter E sobre o que vem por aí em 2014. 

Acompanhem as novidades da Muvuca 2014 aqui, no Repórter E, e no site da Muvuca.