Bio – Vander Casaqui

(Foto: Memorial do Consumo ESPM)
Chegamos à semana da Muvuca na Cumbuca 2014, a Semana de Comunicação da UFPA. A partir de quarta-feira, começa a maratona de três dias com oficinas, mesas de debates, programação cultural e palestras com profissionais de várias partes do Brasil. Um deles vai falar, no dia 2, sobre o tema do evento, “Por Onde Vamos?” e sobre sua última pesquisa, dedicada à cultura do empreendedorismo. Com vocês, o professor da ESPM, Vander Casaqui.

NOME COMPLETO

Vander Casaqui
DATA DE NASCIMENTO
2 de dezembro de 1971
ONDE NASCEU
São Paulo, SP
ONDE VIVE 
São Paulo, SP
O QUE JÁ FEZ
Comecei a trabalhar cedo, com 14 anos; já fui office-boy, arquivista, atendente de telemarketing, estagiário, entre outras atividades que tiveram papel importante na formação de minha personalidade. Na graduação, cursei publicidade e propaganda, o que me levou a exercer a função de redator publicitário durante alguns anos. Com a entrada no campo acadêmico, em 1999, quando ingressei no mestrado da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (onde também fiz meu doutorado), passei a pesquisar, ministrar aulas, orientar pesquisas, o que se intensificou com a entrada no programa de Pós-Graduação em Comunicação e Práticas de Consumo, da ESPM, onde estou desde 2007.
O QUE FAZ
Como foi dito na resposta anterior, atualmente sou professor de pós-graduação stricto sensu da ESPM, nas atividades de docência, pesquisa, orientação. Trabalho com pesquisa científica sobre temas relacionados com comunicação e consumo; no primeiro semestre de 2013, realizei meu pós-doutoramento, pela Universidade Nova de Lisboa, sobre o tema do empreendedorismo social, para compreender como os discursos desse campo se constituem tanto em Portugal como no Brasil. Continuo essa investigação neste e nos próximos anos.
O QUE GOSTARIA DE TER FEITO
Gostaria de ter tido mais tempo (e dinheiro) para longas viagens, de ter conhecido profundamente outras culturas, mas hoje tenho uma boa condição, proporcionada pela atividade acadêmica, de conhecer diversos lugares do Brasil e do exterior, mesmo que de forma um pouco rápida. A experiência de residir em Lisboa por seis meses foi a primeira de viver um tempo fora de São Paulo, o que poderia ter acontecido antes, mas antes tarde do que nunca. Gostaria também de ter mais tempo para a literatura não acadêmica… O tempo que resta para leitura sempre acaba sendo ocupado com livros úteis para as pesquisas, aulas, etc.
O QUE AINDA QUER FAZER

Viajar mais, pesquisar mais, produzir mais livros, ler mais de forma não utilitária, viver intensamente o que a vida proporcionar em sua sequência, tanto na esfera profissional quanto pessoal.
Anúncios

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s