Bio Especial – Ana Clara

Bio Especial_Ana Clara_Pro Post
Foto: Vanja Fonseca

 

bio4anosNa semana de aniversário do Repórter E, o blog te apresenta mais uma nota do presente-futuro da música paraense. Ela é publicitária de formação e artista de alma. Cantora, compositora, apresentadora de programa de rádio, está com disco novo na pista (ouça aqui ou baixe no iTunes) e com a disposição de um jovem talento. Com vocês, a Bio muito especial de Ana Clara.

Nome completo

Ana Clara Nassar Matos

Data de nascimento

27 de abril de 1984

Onde nasceu

Em Belém – PA

Onde vive

Em Belém – PA

O que já fez

Opa, vai uma resposta longa! Desde criança me interessava por artes. Meu pai, Emanuel Matos, é poeta e compositor; minha mãe, Ana Léa, é arquiteta e desenha super bem, eu e minha irmã sempre brincamos de desenhar com ela. Aos 6 anos entrei na musicalização no SAM (como era chamada na época a Escola de Música da UFPA) e meu instrumento era piano, mas não cheguei a concluir os estudos, parei na adolescência. Anos depois, aos 9, fui fazer aulas de dança e graças a um espetáculo para o qual a professora nos pediu pra escrever histórias, aos 10 anos descobri que gostava de escrever. No final dos anos de colégio, resolvi estudar um pouco de violão e depois, apesar de toda a minha timidez (sou super tímida), meio por acaso comecei a cantar numa banda com amigos.

Por me interessar por texto, cinema, fotografia, história da arte, música etc., acabei resolvendo fazer vestibular pra Publicidade, uma área que reúne muitas dessas coisas, mas nunca trabalhei especificamente como publicitária. Quando terminei o curso, fui trabalhar com produção cultural, ingressei numa especialização sobre Imagem e Sociedade na UFPA, depois passei num teste pra ser produtora na Rádio Cultura (da qual era ouvinte desde a infância, já que meus pais sempre ouviam). Também já trabalhei na Associação Fotoativa, que eu amo e admiro imensamente, além de outros projetos relacionados a arte e cultura, universo do qual nunca me distanciei. Em 2010, passei num curso em Milão, na Itália, e ganhei uma bolsa.

Entre 2010 e 2011 eu morei por lá fazendo uma pós-graduação sobre Comunicação direcionada para a Música – o que foi maravilhoso também por outro amor da vida, que é viajar. O Antonio Novaes (músico paraense) morou por lá no mesmo período e chegamos a compor algumas coisas. Neste período, eu pensei muito no trabalho que queria fazer quando retornasse a Belém e escrevi algumas coisas sobre ele. De volta, comecei a montar a ideia devagar. Paralelamente, comecei a cantar na banda Massa Grossa, com o Pio Lobato, Vovô e Breno Oliveira. No trabalho “solo” (entre aspas porque sempre tem muita gente trabalhando junto), em 2012 lancei singles e depois de um tempo, no começo de 2013, formei a banda que me acompanha até hoje (João Lemos e Marcel Barretto nas guitarras, Marcelo Damaso na guitarra e no violão, Manuel Malvar no baixo e Ulysses Moreira na bateria).

Comecei a montar repertório e em 2014 lancei o EP “Canções de Depois” em CD e vinil, um clipe pra faixa “Polaroid sem cor”, dirigido pela minha irmã, Carolina Matos, e também comecei a gravar o meu primeiro disco cheio, que acaba de sair pelo selo Na Music, com produção musical do Iuri Freiberger e patrocínio da Sol Informática por meio da Lei Semear. E aqui estamos!

ASSISTA | Clipe de “Polaroid Sem Cor”, de Ana Clara

O que faz

E tome linha, hehehe. Resumidamente, eu leio, escrevo, vejo filmes e ouço música. Sou produtora e apresentadora da Rádio Cultura, então sou “obrigada” a viver em contato com todos os assuntos que me interessam, isso é uma felicidade. No âmbito da criação, mantenho a cabeça trabalhando, seja escrevendo, buscando parcerias e referências musicais etc. Agora tô bastante voltada pro disco, cuidando da divulgação aos poucos junto com o Marcelo Damaso (que é meu namorado, parceiro de banda e de projetos) e a Se Rasgum Produções. Paralelamente, tô preparando um single em parceria com o Meio Amargo. Vou a shows, ao cinema (muito!) e a exposições (atualmente menos do que gostaria), compro discos, viajo sempre que dá, leio sempre (sejam livros ou sites sobre cultura), faço fotos de vez em quando sem pretensões e pratico a escrita num diário. Acho que é isso…

O que gostaria de ter feito

Hum… Eu acho que gostaria de ter me dedicado mais ao estudo da música, sou um pouco indisciplinada pra isso. Hoje só arranho no piano, esqueci de um monte de coisa, mesmo assim comprei um microKorg por sentir necessidade e vontade de me reaproximar do instrumento e tenho tocado um pouquinho nos shows. Outra coisa pra qual acho que gostaria de ter me dedicado mais seriamente é a escrita. Sempre quis ser escritora – aliás, cantar não foi algo planejado, aconteceu. Mas pra isso acho que ainda tem tempo (só que isso é na resposta seguinte, né? Hehehe).

O que ainda quer fazer

Agora, quero mostrar o disco pras pessoas. No âmbito da música, também quero compor mais. Além disso, quero me dedicar mais à escrita, organizar as coisas que tenho guardadas (fico sempre achando que um dia vou conseguir dar uma parada pra isso). De todo modo, não deixo de guardar as ideias. No mais – e sempre – viajar muito, que nunca é suficiente!

Mais sobre Ana Clara: siga a cantora na Fan Page e no Instagram.

4 Anos_Logo Teste 4

Anúncios

2 comentários em “Bio Especial – Ana Clara

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s