Guia BoulevArte

Evento vai transformar a Praça dos Estivadores, em Belém, no polo cultural mais movimentado da cidade amanhã (7)

Foto: Odilson Sá
Foto: Odilson Sá

Mais de 12 horas de um domingo de junho serão destinados a revitalizar um ponto esquecido da nossa cidade. Reviver a Praça dos Estivadores, na Boulevard Castilho França, e fazer dali um ponto permanente de divulgação cultural e artística para o povo: esse é o grande objetivo do BoulevArte.

Neste domingo, 7 de junho, a partir das 7h da manhã, será realizada a primeira edição do evento (a ideia inicial é a de torná-lo mensal, sempre no último domingo de cada mês), reunindo mais de 100 artistas, expositores, chefs, estudantes, atletas, profissionais e empresários que movimentam a nossa música, a nossa dança, a nossa culinária, a nossa cultura popular. O patrocínio é do Banpará, com apoio do Governo do Pará, da Prefeitura de Belém, da Fumbel, da OS Pará 200 e do SESI-PA.

A Praça será dividida em 4 ambientes e contará com banheiros químicos e um gazebo para proteger as pessoas dos 31ºC de temperatura previstos para amanhã em Belém. Todos que quiserem visitar os ambientes estarão sob a proteção de mais de 30 pessoas da Guarda Municipal, que estarão espalhados em pontos estratégicos, para garantir a mínima segurança dos frequentadores.

Arte: Divulgação/Boulevarte
Arte: Divulgação/Boulevarte

O Repórter E preparou um guia para que você saiba um pouco mais o que o BoulevArte vai trazer para nós amanhã, a partir das 7h da manhã.

ESPORTES | Corpo aquecido para o domingo

Foto: Marcelo Seabra
Foto: Marcelo Seabra

Logo cedo, a partir das 7h, a Presidente Vargas será invadida por mais de 50 pessoas que, com um longboard, descerão até a Praça dos Estivadores. A equipe do Bellong, que existe há mais de nove anos na prática do esporte, ainda vai orientar novos interessados a aderirem a essa prática que faz bem pra saúde, além de dar boas doses de emoção.

MÚSICA | Para todos os ouvidos

O Palco Conchinha, no meio da Praça, será o coração musical do BoulevArte. Ao todo, nove atrações se revezarão no espaço, do carimbó ao jazz, do pop ao rap.

A partir das 8h, o grupo Zarabatana Jazz Band enche a Conchinha com seus mais de 20 músicos, com destaque para a solista Dayse Addario, para abrir os trabalhos. Às 9h30 a criançada vai poder pular ao som do Espoleta Blues, que foram destaque no Festival Conexão Belém 2014 [REVEJA A COBERTURA DO REPÓRTER E NO CONEXÃO].

Foto: Moyses Cavalcante
Foto: Moyses Cavalcante

Às 12h tem Batalha de MCs com Bruno B.O. e a Família Sempre Pelo Certo, com a mistura de rap e ragga feitos aqui no Pará. 13h30 é hora de Nanna Reis e o DJ Pro.efX. no palco, com uma sonoridade única que reúne samba, reggae, salsa, R&B e dancehall: o Projeto Charmoso.

Às 15h no Conchinha tem o samba com carimbó de Arthur Espíndola, e às 16h30, na Tenda das Artes, é a vez de embarcar no Caliandares de Lucas Guimarães. Veja uma prévia do show no clipe de “Celo”, registro ao vivo que o Repórter E fez na última edição do Circular Campina-Cidade Velha:

Às 17h30 tem a apresentação do Coletivo 3o Mundo SoundSystem, com o melhor da música e da cultura jamaicanas. O show rola na Tenda das Artes.

E para fechar em grande estilo as atividades do Palco Conchinha, ás 17h tem o carimbó chamegado de Dona Onete e, às 18h, uma roda cantada com o grupo Arraial do Pavulagem.

TEATRO | Histórias em cena

A produção teatral de Belém não poderia ficar de fora do BoulevArte. O Dirigível Coletivo de Teatro fará várias apresentações durante o dia (9h, 13h e 15h30), contando histórias para crianças e adultos.

Foto: Divulgação / Facebook
Dirigível (Foto: Divulgação / Facebook)

Outros dois grupos que estarão no Boulevarte são o Coletivo Mana Avú (14h30) e o In Bust – Teatro com Bonecos (10h30), ambos na Tenda das Artes.

GASTRONOMIA | Sabores para provar e aprovar

Para curtir melhor as 12 horas de programação, nada melhor que boa comida e bebida. Serão 16 marcas entre restaurantes, paleteria, chefs e lanchonetes com um cardápio bem variado.

Hells Dog vai estar no BoulevArte. (Foto: Divulgação/Facebook)
Hells Dog vai estar no BoulevArte. (Foto: Divulgação/Facebook)

Quer um dogão bem adubado? Tem o da Hells Dog. Quer doces que conquistam pelo sabor e pela aparência? Tem os da Red Velvet. Quer algo vegano para manter a vida saudável? Tem a Veg Casa. Além disso tem paletas da Palechicas, as carnes da Buffalo, os orgânicos da Ilha do Combu e muito mais.

MODA | Roupas, acessórios e muito estilo

Vale a pena conferir a produção de moda paraense no BoulevArte. 22 marcas estarão expondo e vendendo seus produtos, que trazem características bem regionais.

A marca Bacuri vem com a proposta de vestir os pequeninos com estilo e beleza. A DaTribu traz sua nova coleção de acessórios feitos com sementes e amor. As estampas da Mamute Stamp, da Amazonia Zen e da TuCrias também marcam presença no BoulevArte.

DaTribu (Foto: Divulgação/Facebook)
DaTribu (Foto: Divulgação/Facebook)

Os alunos de Moda da Estácio FAP vão realizar um desfile de suas criações, e você também terá opções mais baratas para levar coisa boa pra casa, como os bazares Lambreta e Fashion Bazar.

OUTRAS ARTES | As opções não param

A Ná Figueredo estará presente como marca de camisetas e com o selo Na Music, responsável pela produção e divulgação de muitos artistas da nova cena paraense, como Camila Honda e Natália Matos. A Discosaoleo também estará ali, com suas preciosidades, bem como a Feira do Vinil.

Feira do Vinil (Foto: Geraldo Ramos)
Feira do Vinil (Foto: Geraldo Ramos/Pará 2000)

O Sebo Sinhá Pureza traz antiguidades em ótimo estado, e a Urban Arts vem com a modernidade da arte pop urbana. Por falar em intervenções urbanas, o Ratinhas Crew traz o talento de meninas da periferia de Belém. Moara Brasil vem com suas customizações de camisetas e criações de telas, paredes e portas, e Vania Braun mostra seus trabalhos de decoração aplicada em vários materiais.

OFICINAS | Grafitti, miriti e inclusão social

O BoulevArte promete também ser um espaço de aprendizado e inclusão. 100 jovens em situação de vulnerabilidade, atendidos pela Fundação Papa João XXIII – FUNPAPA, participarão de oficinas que vão trazer mais cor e arte à Praça dos Estivadores.

Os artistas Drika Chagas e Sebá Tapajós, famosos dentro e fora do Pará, vão contar um pouco da história do grafitti, das suas trajetórias e, claro, vão botar os aprendizados e suas criatividades em prática, com os alunos, por meio de intervenções nas barracas do BoulevArte.

O Arraial do Pavulagem também ministrará uma oficina para os jovens, dessa vez de dança, enquanto Valdeli Costa, da ONG abaetetubense Miritong, vai ensinar os meninos e meninas como fazer brinquedos de miriti. Personalização de álbuns, agendas e cadernos – a técnica do scrapbook – será o tema da oficina de Simei Bacelar, do CCBEU. Aberta ao público em geral, a oficina de fotografia móvel, ministrada por Valério Silveira, professor de arte, desenhista e fotógrafo, promete ser bem procurada.

 

VEJA TODAS AS ATRAÇÕES DO BOULEVARTE AQUI, E SE LIGUE NA PROGRAMAÇÃO COMPLETA

Agora que você já sabe quais serão as principais atrações do primeiro BoulevArte, arrume o tênis, a roupa leve e se prepare para acompanhar o máximo do evento que promete trazer de volta a #CidadePrasPessoas. E amanhã, o Repórter E vai estar lá, com informações e fotos durante o domingo que vai mexer com a rotina da zona portuária da cidade.

Anúncios

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s