Abajur cria rede para ajudar freelancers em comunicação

Estúdio recém-criado quer unir as oportunidades no mercado a quem quer oportunidades.

Gustavo Ferreira

Abajur Estúdio surge com proposta de compartilhar ideias com profissionais de comunicação e cultura. (Foto: Divulgação/Abajur)
Abajur Estúdio surge com proposta de compartilhar ideias com profissionais de comunicação e cultura. (Foto: Divulgação/Abajur)

Redes. Ligações entre pessoas, entre projetos, entre ideias. Comunicação é uma trança que forma tecidos enredados, onde ofertas e procuras se encontram e desencontram. Esses desencontros são comuns, nem todos conseguem saber de tudo, e para profissionais que tentam se firmar no mercado em tempos de crise, deixar passar uma oportunidade não é uma opção. Em Belém, tem gente que se dispõe a fazer a ponte entre quem tem trabalho para oferecer e quem quer trabalhar, na área de comunicação cultural. Estamos falando do Abajur Estúdio.

O projeto, que está no ar há pouco mais de um mês, é capitaneado por Gustavo Aguiar, estudante de Comunicação Social – Jornalismo da UFPA e responsável pelo blog REDUTO CULT, além de ter experiência com projetos de produção cultural, rádio, publicidade… Foram os caminhos profissionais dele que o fizeram pensar na Rede de Freelas. Quando Gustavo não conseguia mais dar conta das propostas freelancer que recebia, na área de cultura, ele pensou:

Gustavo Aguiar, o criador do Abajur. (Foto: Arquivo Pessoal)
Gustavo Aguiar, o criador do Abajur. (Foto: Arquivo Pessoal)

“Eu poderia redirecionar esses clientes para amigos e conhecidos. Aí percebi que eu poderia ampliar essa rede de contatos, porque não são as pessoas que divulgam que precisam de um trabalho, são trabalhos que surgem a partir de uma necessidade de comunicação dentro da área cultural e cria mais oportunidades de trabalho pra nós, profissionais”.

A Rede de Freelas do Abajur funciona assim:

PROFISSIONAL

Quem está procurando um freela na área de comunicação e produção cultural, basta mandar um e-mail com currículo, portifólio, links, textos, fotos e demais registros interessantes de seus trabalhos para abajurestudio@gmail.com,  com o assunto “Uma Rede de Freelas”. Daí o Abajur reúne e organiza esses dados para avaliar quais perfis se encaixariam nos trabalhos disponíveis.

MERCADO

Esses trabalhos podem ser enviados por artistas e produtores culturais para o mesmo e-mail  abajurestudio@gmail.com, com o assunto “Preciso de Comunicação”. Daí, com as demandas bem explicadas, a ponte pode ser estabelecida.

Para Gustavo, esse projeto é um reflexo da formação de uma cena cultural na cidade, onde o papel da Comunicação ainda não tem reconhecimento de todos os atores do processo: “É uma mercado de comunicação cultual que ainda está sendo criado e ampliado. Existem grandes projetos culturais que têm grande investimento em comunicação e sabem trabalhar com ela, contratando diversos profissionais. Mas as novas bandas, os pequenos projetos, os artistas que ainda estão começando os trabalhos não têm a visão de que precisam, além de um produtor e empresário, uma assessor de comunicação qualificado”. É aí que o Abajur entra.

O modelo de home studio parece ser o mais indicado para o projeto, que ainda conta com outros dois comunicólogos em formação – Victor Carreira e Lorena Emanuele. A intermediação entre o mercado e os profissionais é estabelecida de modo mais orgânico, próximo, intimista, menos formal, seco:

“A ideia do Abajur é de desenvolver uma comunicação mais cuidadosa, mais próxima ao ‘cliente’, discutindo junto com ele o que pode ser feito e dando ideias, explicando pra ele que comunicação é afeto sim”.

Gustavo Aguiar, criador do Abajur.

Até agora a Rede de Freelas já recebeu mais de 20 currículos, e no futuro esse projeto pode se transformar em um canal direto no site do estúdio, onde as relações de parceria se estabeleçam de maneira mais direta. Quem conseguir seu freela por meio da rede deve escrever um relato no site do Abajur, para compartilhar suas experiências. Compartilhar, conversar, criar. Palavras-chave de uma virada que está por vir.

“É se reinventando e vivendo o mercado de perto que nós podemos começar a desenvolver novos modelos, porque no momento em que estamos nos adaptando a uma terceira revolução mundial, a da Comunicação, a grande crise é dos modelos antiquados de relações de trabalho nessa área”, diz Gustavo.

Anúncios

Um comentário em “Abajur cria rede para ajudar freelancers em comunicação

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s