O corpo feminino como ele é

Projeto Admitir exibe a sensualidade mais pura de mulheres que escolheram se aceitar, em fotos e na vida

Gustavo Ferreira

Amanda (Foto: Matheus Pinheiro)
Amanda Moraes, primeira modelo do Projeto Admitir. (Foto: Matheus Pinheiro)

Aceitação tem que vir de quem? Opiniões vêm de todos os lados, de todos os olhos, a qualquer hora, mas aceitação depende muito mais de uma só opinião: a própria. Quando o assunto é o nosso próprio corpo, o que temos de mais exposto, nossa versão para os olhares do mundo, não é tão simples quanto parece olhar para si com olhar de aprovação. Mas um projeto de fotografia aqui de Belém mostra que se ver e se admitir é mais que possível, é necessário, é belo. Não à toa, a iniciativa do fotógrafo e músico Matheus Pinheiro se chama Projeto Admitir.

Matheus, o fotógrafo e criador do Admitir. (Foto: Divulgação)
Matheus, o fotógrafo e criador do Admitir. (Foto: Divulgação)

Matheus realiza ensaios fotográficos sensuais de mulheres que topam mostrar seus corpos sem retoques, do jeito que eles são. “Cada uma mostra aquilo que quiser, eu dou apenas sugestões”, explica Matheus, que realiza os ensaios em locais que deixem a modelo completamente à vontade, deixando a criatividade fluir… E a timidez sair: “Acho que como o ensaio é bem orgânico e simples, elas acabam se soltando e se sentindo bastante confortáveis com a situação”.

Foi na música que tudo começou para Matheus. Baixista da banda de hardcore Sokera, ele sempre foi fã dos fotógrafos de bandas do eixo sul-sudeste, que também se aventuravam na fotografia, fazendo ensaios sensuais. “Daí começou a ideia de fotografar mulheres seminuas. Passei um bom tempo tentando arrumar alguém, sem sucesso algum”, conta Matheus, até que apareceu Amanda Moraes, amiga e primeira modelo do projeto. “Nos planejamos bastante para o primeiro ensaio desse projeto. Pensamos juntos que formalizar estes ensaios em formato de projeto ajudaria muitas outras meninas a se amarem mais e se aceitarem como elas são. Logo, tudo foi tomando forma”, diz Amanda em depoimento ao site do Admitir.

GALERIA | Projeto Admitir, de Matheus Pinheiro

O projeto foi tomando forma aos poucos, como conta Amanda e Matheus: “Só fui pensar melhor no conceito e no nome após o segundo ensaio, quando a modelo postou algumas fotos nas redes sociais e uns ‘amigos’ começaram a criticar… Disseram que era muita exposição, que era vulgar, que não era certo… E eu disse pra ela que isso era mentalidade de gente com pensamento pequeno e de pessoas que tem vontade de fazer um ensaio sensual, mas não tem coragem por medo de serem julgadas”. Foi quando o fotógrafo lembrou de uma música das antigas, da banda Sincera, também de Belém. A canção falava de preconceito e medo de se aceitar como é. O nome da canção?

PLAY | “Admitir”, de Sincera

No primeiro mês de projeto já foram disponibilizados seis ensaios, e eles continuam sendo produzidos. Mas como dito no primeiro parágrafo, não é tão fácil se aceitar. Não são poucos os casos de meninas que sofrem de baixa autoestima pelos quilos a mais ou a menos, pelo formato do rosto, pelas marcas do tempo, por detalhes fora dos “padrões”. Só que, na opinião de Matheus, há um agravante nessa situação: “pra mim, o maior problema é a repressão”. O convencimento não é apenas da mulher, mas muitas vezes também deve ser do(a) parceiro(a), da família, dos amigos, que enxergam com outros olhos a expressão do corpo feminino. Para essas pessoas, o fotógrafo faz um pedido: “Deixem as mulheres serem felizes e livres para fazer as fotos”. E para as mulheres, uma mensagem: “Vocês são lindas, se aceitem, deixem aflorar a sensualidade natural que cada uma de vocês tem e sejam felizes”.

CONTATOS | Projeto Admitir

projetoadmitir@gmail.com
(91) 98211 4039
Fan page: /projetoadmitir
Instagram: @projetoadmitir

Anúncios

Depois de ver, que tal deixar sua opinião? O Repórter E agradece.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s