RESENHA: Só acaba quando termina

Seleção sofre com a retranca costarriquenha, e só consegue marcar no fim da partida em São Petersburgo, com Coutinho e Neymar; Douglas Costa é destaque

PLACAR RESENHA BRA CRC

Neymar Coutinho CHRISTOPHE SIMON AFP
Neymar e Coutinho, os nomes do jogo. (Foto: Christophe Simon/AFP)

Quem inventou os acréscimos na regra do futebol merece um abraço do tamanho do Brasil! Foram precisos dois tempos inteiros de jogo pro nosso time conseguir acertar a última bola, marcar duas vezes – com Coutinho aos 45′ e Neymar aos 50′ – e vencer a Costa Rica pela décima vez na história. O alívio de um país inteiro, que viu a Seleção não evoluir, parar na falta de criatividade individual dos nossos melhores jogadores. E cá pra nós: empatar com a fraquíssima seleção costarriquenha seria um tremendo vexame.

Continue lendo “RESENHA: Só acaba quando termina”

Anúncios